Fidel entra na onda e manda Ahmadinejad calar a boca

“Eu não imagino que ninguém foi mais caluniado do que os judeus. Eu diria que muito mais do que os muçulmanos. Eles foram caluniados bem mais do que os muçulmanos porque eles são acusados por tudo. Ninguém acusa os muçulmanos. Os judeus vivem uma existência muito mais complicada do que a nossa. Não há nada que se compare ao Holocausto”.

“O governo iraniano precisa entender que os judeus foram expulsos de suas terras, perseguidos e maltratados em todo o mundo como aqueles que teriam matado Deus”

Fidel Castro, em entrevista a Jeffrey Goldberg, da revista The Atlantic

Perguntado se diria o mesmo ao presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, o líder cubano afirmou – “Estou dizendo isso para que você o comunique”.

Este foi o segundo “cala boca” que Ahmadinejad recebe nesta semana de figuras que de forma alguma podem ser consideradas próximas de Israel. O primeiro veio do porta-voz da Autoridade Palestina.

A declaração de Nabi Abu Rudeinah e agora a de Fidel Castro valem mais do que sanções econômicas ou ameaças de ataques militares contra o regime iraniano. Quem sabe o próximo a falar não será Lula

Fonte: Gustavo Chacra / O ESTADO DE S PAULO

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails