Estação de metrô na Pavuna chega a fechar por causa da superlotação

Demoras acontecem também na Linha 1.
Atrasos são provocados pelo menor número de composições em operação.


A linha direta Pavuna-Botafogo, no Rio, entrou em funcionamento na manhã desta terça-feira (22), mas a estreia causa muito transtorno para os usuários. Segundo a assessoria, por causa do grande movimento de pessoas, a estação da Pavuna, no subúrbio, chegou a fechar para aguardar que as plataformas fossem liberadas com as saídas dos trens. Mesmo após a reabertura, várias vezes nesta manhã, as pessoas foram impedidas de passar a catraca até que o movimento diminuisse.

O motivo, informou a assessoria, é o menor número que o previsto de composições em operação nesta manhã.




Os trens circulam com intervalos de cerca de 10 minutos. A ligação Pavuna-Botafogo (Linha 1A) vai funcionar em sistema de pré-operação. Ou seja, os seis carros desta linha vão circular somente até a estação da Glória, das 5h às 8h. A ligação até Botafogo só ocorrerá das 17h às 19h, nos dias úteis. Nos demais horários e em finais de semana e feriados os passageiros terão de fazer a transferência na estação Estácio.

Ainda segundo a assessoria, também há atrasos na Linha 1. O trecho entre a estação Saens Peña, na Tijuca, na Zona Norte e Ipanema, na Zona Sul, já teve intervalos de 15 minutos, mas está em 12 minutos. O intervalo normal é de cerca de 10 minutos.

Na segunda-feira (21), também houve problemas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado dos ministros Edson Santos e Márcio Fortes e do governador Sérgio Cabral, inaugurou na segunda-feira (21) a estação General Osório, do metrô, em Ipanema.



A obra do metrô de Ipanema durou dois anos e oito meses. A estação General Osório ocupa uma área de 20 mil metros quadrados, a 23 metros abaixo do nível da rua. Segundo a Secretaria estadual de Transporte, a estação será utilizada por 80 mil pessoas diariamente.

Em seguida, o presidente seguiu de metrô até a estação Maracanã, na Zona Norte da cidade, onde inaugurou a conexão direta Pavuna-Botafogo, que permite que os passageiros da Linha 2 sigam diretamente da Pavuna para a Zona Sul, sem fazer baldeação na estação Estácio.

Fontes: G1 - TV Globo

Comentário do BGN

O Metrô paulista sempre operou com intervalos entre os trens, de 99 segundos e assim continua até hoje.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails