Governo Dilma: hora da definição de cargos

Tudo indica que hoje serão divulgados vários nomes para o primeiro escalão do governo Dilma.

Rumores indicam que hoje, Dilma Rousseff, anunciará a composição da equipe econômica. Fontes dizem que Lula teve papel fundamental na escolha dos nomes e que os indicados seriam mais ligados a ele que a ela.

Comenta-se que Miriam Belchior, atual gerente do PAC, assumirá o Planejamento. Já Guido Mantega, permanece no Ministério da Fazenda e Alexandre Tombini, atual diretor de Normas do Banco Central, assumiria o posto máximo na instituição.

Miriam integra o seleto grupo de auxiliares diretos de confiança máxima de Lula. Ela e Carvalho foram secretários em Santo André (SP), na gestão do então prefeito Celso Daniel, morto em 2002, com quem Miriam foi casada.
Este cenário parece indicar uma aposta no continuismo da atual política econômica e objetivaria tranquilizar o mercado, que tem demostrado sinais de nervosismo.

Luciano Coutinho, continuará sendo o presidente do BNDES. Ele é um dos nomes prediletos de Dilma e ela sonhava em tê-lo na Fazenda. Mas pelo visto, não conseguiu impor o nome dele. De fora, teria ficado Nelson Barbosa, outro protegido de Dilma e que sempre é consultrtado por ela em vários assuntos

Apesar das concessões à Lula, Dilma sinalizou que quer comandar pessoalmente o processo decisório da política econômica e influir na troca de cargos importantes da Fazenda, e da Receita.

E Palocci?

É dada como certa a nomeação de Palocci como o novo chefe da Secretaria Geral da Presidência da República. Com isto, Dilma estaria contando com a experiência negociadora de Palocci, para fazer acertos com governadores e prefeitos. Ele tem fama de saber negociar temas espinhosos.

Comenta-se ainda que o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, ficaria nas mãos do senador Aloízio Mercadante.



Fonte: JACK/BGN

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails