Suposto terrorista da Al Qaeda tenta explodir avião nos EUA, diz CNNl

Avião pousou em segurança



O avião alvo do ataque

Um passageiro de um voo da Delta Airlines que pousava em Detroit nesta sexta-feira tentou explodir o avião mas o dispositivo falhou, informaram oficiais da segurança nacional americana. Segundo a CNN, ele disse à polícia que tem ligação com a rede Al Qaeda.

Citando um informe federal, a CNN informou que o suspeito relatou aos investigadores que havia conseguido o explosivo no Iêmen, com instruções sobre quando deveria usá-lo.

O Airbus A330, com 278 passageiros a bordo, pôde aterrissar sem problemas em Detroit.

Anteriormente, a Norwest Airlines, proprietárida da Delta, havia divulgado que um passageiro teria ameaçado acender fogos de artifício a bordo.

A porta-voz da Delta Airlines, Susan Elliott, informou que o passageiro foi detido logo após o incidente.

A identidade do passageiro, que viajava no voo 253 vindo de Amsterdã, não foi divulgada. Ele está sendo interrogado, de acordo com as fontes da segurança, que falaram à Associated Press em condição de anonimato.

"Ele possuía algum tipo de explosivo, que tentou acender", disse um dos oficiais à AP.

Não ficou claro por que a tentativa de ataque foi realizada no dia do Natal.




Sandra Berchtold, porta-voz do FBI em Detroit, informou que o incidente está sendo investigado.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que passa férias com a família no Havaí, se mantém informado sobre o caso por meio de sua equipe de segurança nacional, informou a CNN.

O incidente está sendo investigado pelo FBI. As primeiras informações dão conta de que o passageiro - identificado como nigeriano - acionou fogos de artifício dentro da aeronave no momento em que ela se aproximava do aeroporto de Detroit. De acordo com a BBC Brasil, a explosão provocou pânico no avião e deixou algumas pessoas com ferimentos leves.

Segundo um comunicado divulgado pela Gerência de Segurança em Transportes dos EUA (TSA, na sigla em inglês), o avião pousou com segurança por volta de 15h (horário de Brasília) e todos os passageiros foram retirados da aeronave. Ainda segundo a TSA, um passageiro foi detido e outros estão sendo entrevistados para esclarecer o incidente.

De férias no Havaí, Obama foi informado sobre o episódio por telefone pelo seu assessor de Segurança Interior John Brennan, e pelo diretor de Segurança Nacional, Denis McDonough. "Nesta ligação, (o presidente) instruiu para que sejam tomadas todas as medidas apropriadas para aumentar a segurança para as viagens de avião", anunciou a Casa Branca em comunicado, destacando que Obama acompanha o desenrolar do caso "ativamente."



Fonte: FOLHA

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails